Share:

China Telecom Global seleciona o Djibouti Data Center (DDC) como um centro estratégico para a expansão pan-africana

Localizado na África Oriental, o Djibouti Data Center (DDC) dará suporte à China Telecom e ao sistema de cabo submarino SEA-ME-WE 5 para atender às demandas de conectividade de alta velocidade ao longo da rota do Belt and Road.

HONG KONG, CHINA – (Marketwired – 5 de dezembro de 2016) – A China Telecom selecionou o Djibouti Data Center (DDC) para ajudar a facilitar a expansão da rede, a co-localização e os serviços de acesso a cabo de fibra submarino na África Oriental.

O Djibouti Data Center foi construído de acordo com os padrões de data center Tier III e serve como um importante ponto de encontro para sistemas de cabos de fibra submarinos, incluindo o novo cabo submarino Sudeste Asiático-Oriente Médio-Europa Ocidental (SEA-ME-WE 5) projetado para conectar Ásia, Oriente Médio, África e Europa Ocidental. A China Telecom Global é membro fundador do consórcio do SEA-ME-WE 5, que deverá estar pronto para operar no final de 2016.

O Sr. Liu Changhai, Diretor Administrativo da China Telecom (África e Oriente Médio) Limited, uma subsidiária da CTG, disse: “A cooperação com o DDC é um componente significativo de nosso compromisso geral em contribuir para a evolução digital e o desenvolvimento econômico da África. A adição do SEA-ME-WE 5 aos recursos de cabos de fibra da CTG existentes na região é um marco significativo que marca uma nova página para o planejamento estratégico regional da empresa de acordo com a iniciativa Belt and Road. Com nossos recursos de rede abundantes e ainda mais expandidos, podemos servir melhor nossas clientes multinacionais e operadoras parceiras em Djibouti, Etiópia e outros países da África Oriental.”

O SEA-ME-WE 5 terá uma extensão de aproximadamente 20.000 km e empregará tecnologia de 100 Gbps, com capacidade inicial do sistema de 24 terabits para fornecer aos clientes baixa latência e conectividade direta. Ele aumentará ainda mais a diversidade e agilidade na crescente demanda por rotas da Ásia, África, Oriente Médio e Europa Ocidental em todo o mundo.

O sistema foi projetado como uma superestrada multirregional e conectará Djibouti à China, por meio de 18 pontos de aterrissagem localizados em Singapura, Paquistão, EAU, Omã, Egito, Itália, França e etc.

O Sr. Anthony Voscarides, Diretor Executivo do Djibouti Data Center, disse: “A adição do sistema de cabo SEA-ME-WE 5 ainda estabelece a DDC como o eixo líder de data centers não vinculados à uma operadora na África Oriental, atendendo a empresas de telecomunicações globais e regionais, MNOs, ISPs e provedores de CDN.”

O Sr. Voscarides acrescentou: “Estamos muito satisfeitos que a CTG vá aderir ao ecossistema DDC, uma vez que isso permite o desenvolvimento e a introdução de novos serviços que ajudarão a impulsionar o bem-estar econômico e social na região.”

O DDC está posicionado de forma única na África Oriental e permitirá que a China Telecom Global estabeleça instalações de conexão cruzada e co-localização diretamente adjacentes às estações de aterrissagem de cabos da Djibouti Telecom.

Além de oferecer suporte a SEA-ME-WE 5 em um futuro próximo, o DDC fornece acesso a sistemas de cabo de fibra, como AAE 1, EIG, EASSy, Aden-Djibouti e Etiópia-Djibouti.

Tags: , ,