Share:

Verizon, China Telecom, Huawei e outras do ETSI firmam parceria para pesquisar IA em redes

Verizon, China Telecom e Huawei estão entre as empresas da associação de padrões ETSI que votaram para criar um novo “Grupo de Especificação da Indústria” que irá explorar como a inteligência artificial pode ser usada para melhorar a implantação e operação de redes de telecomunicações.

Especificamente, o ETSI anunciou as eleições de um presidente e um vice-presidente para seu novo Grupo de Especificação da Indústria sobre “Inteligência Experiencial em Rede” (ISG ENI).

Sistema Context Aware usando Inteligência Artificial

“O objetivo do grupo é definir um Sistema Adaptado ao Contexto usando Inteligência Artificial (IA) com base no modelo de controle ‘observar-orientar-decidir-agir'”, disse o ETSI em seu site. “Isso permite que o sistema ajuste os serviços oferecidos com base nas mudanças nas necessidades do usuário, condições ambientais e objetivos empresariais.”

O grupo vai “melhorar a experiência das operadoras em relação à implantação e operação de rede, usando técnicas de IA”, disse Raymond Forbes da Huawei no site do ETSI. Forbes é o presidente do novo grupo.

“Com a introdução de tecnologias como SDN, NFV e fatiamento de rede, a rede se torna mais flexível e poderosa”, acrescentou Haining Wang, da China Telecom, vice-presidente do grupo. “No entanto, a complexidade da futura rede não é reduzida, mas sim transferida do hardware para o software, da própria rede para a gestão e operação, dos equipamentos para as pessoas. Espera-se que a Inteligência Experiencial em Rede ajude as operadoras a resolver esses problemas.”

O grupo disse que trabalharia no tópico com outras organizações de padronização, incluindo IETF, MEF, 3GPP e outras.

Além da Verizon, da China Telecom e da Huawei, outros membros do grupo de inteligência artificial do ETSI incluem a China Academy of Telecommunications Research of MIIT, o Interdisciplinary Center for Security, o Reliability and Trust/University of Luxembourg, PT Portugal, Samsung R&D Institute, Wings ICT Solutions e Xilinx.

O ETSI, ou European Telecommunications Standards Institute, cria uma variedade de padrões para comunicações fixas, móveis e pela internet.

Esta não é a primeira vez que a inteligência artificial é discutida no âmbito das telecomunicações. Por exemplo, Brian Daly da AT&T disse no ano passado que a operadora está experimentando IA para tornar seus processos mais eficientes. E a Verizon, no início deste ano, disse que sua iniciativa “Exponent” incluirá big data e IA para ajudar as operadoras a monetizar grandes quantidades de dados por meio da aplicação de técnicas avançadas de aprendizagem automática e análises profundas. De fato, Masayoshi Son da SoftBank disse no início deste ano que a “singularidade” – a ideia de que a invenção da superinteligência artificial irá desencadear um enorme crescimento tecnológico e uma mudança cultural – acontecerá nos próximos anos.

Para ver o artigo original, acesse Fierce Telecom

Tags: , ,