Tudo o que você precisa saber sobre o futuro do “Internet Plus” na China

O crescimento da internet está tendo um efeito enorme na transformação e modernização das indústrias e empresas chinesas. Tanto é verdade que o governo chinês criou sua própria iniciativa “Internet Plus” para transformar, modernizar e equipar as indústrias tradicionais para ingressar na economia moderna.

Estratégia Internet Plus terá um enorme impacto nos negócios

A nova estratégia Internet Plus da China terá um grande impacto nas empresas em todos os setores, especialmente à medida que as funções de big data e data centers crescem. Para as empresas que desejam entrar no mercado chinês, compreender o Internet Plus é um componente crucial para alcançar o sucesso.

A iniciativa Internet Plus foi criada com a motivação de conectar a crescente economia da China ao poder dos serviços conectados. Com tantas indústrias tradicionais na China, que vão da manufatura à agricultura, o governo está determinado a conectar essas indústrias ao mundo.

Em seu Relatório de Trabalho do Governo de 2015, o governo afirma que vai lançar grandes projetos para desenvolver equipamentos, redes, circuitos, energia, materiais e até mesmo biomedicina para ajudar as indústrias emergentes a se tornarem líderes.

Parte da motivação para esse impulso vem quando o boom industrial que ajudou a China a crescer a taxas surpreendentes agora começou a abrandar. São necessárias novas fontes de crescimento.

De acordo com a McKinsey, em 2013 a economia da internet da China representou 4,4% do produto interno bruto (PIB) – maior do que os Estados Unidos e Alemanha – representando uma possível via de crescimento significativo.

Os elementos da ‘Internet Plus’

O roteiro do Internet Plus é um plano de cinco anos para integrar a computação em nuvem, big data e a Internet das Coisas com uma variedade de setores, de manufatura a comércio, internet banking, agricultura e muitos outros.

O Internet Plus é composta por várias iniciativas diferentes:

  • Mais fundos para pesquisa e desenvolvimento, atingindo 2,5% do PIB até 2020
  • Diminuição da dependência de inovação tecnológica não doméstica
  • Acesso a conexões de internet de 100 MB/s para pessoas em grandes cidades
  • Conectividade de banda larga para alcançar 98% da população
  • Mais fundos para promover o desenvolvimento empresarial e a inovação

Este plano já mostra benefícios para as empresas que pretendem entrar no mercado chinês. Em uma recente conferência organizada pela VMware e pela Academia Chinesa de Engenharia, os tomadores de decisões de empresas chinesas ouviram o vice-presidente sênior da EMC, Charles Fan, que falou sobre o Internet Plus, afirmando que a economia do país “mudará radicalmente” devido ao programa.

Isso acontecerá por meio do crescimento dos dispositivos móveis, do serviço em nuvem, do boom da internet na China e de uma “nova geração” de aplicativos que conectam as pessoas às mídias sociais, big data e análises.

Esse crescimento atrairá empresas estrangeiras que buscam causar um impacto na crescente economia chinesa da internet e elas precisarão de parceiros experientes e sofisticados, como a China Telecom, para auxiliar em seus esforços.

Como o Big Data se encaixa?

Embora o big data desempenhe um papel no programa Internet Plus, também é um problema por si só. E Weinan, reitor do Instituto de Pesquisa de Big Data de Beijing, explicou a necessidade de maior crescimento: “Embora a internet tenha uma base sólida, que as empresas chinesas podem utilizar e aproveitar melhor em meio ao enorme mercado da China, ainda não há um caminho de tecnologia madura em big data no qual as empresas chinesas possam confiar.”

O relatório de consumo da China em 2016 da McKinsey considera a China o maior mercado de comércio eletrônico do mundo, gerando receita de US$ 615 bilhões em 2015, quase o mesmo que a Europa e os Estados Unidos juntos. Os consumidores chineses, ávidos por usar novas tecnologias e fazer compras – muito das duas tendências com base em dispositivos móveis – estão, portanto, fornecendo aos sites enormes quantidades de dados do consumidor, prontos para análise e segmentação. A publicidade direcionada pode desbloquear incontáveis bilhões de yuans de compradores em todo o país.

O mercado de big data da China deve atingir 822,88 bilhões de yuans (US$ 124 bilhões) em 2020, contra 76,7 bilhões de yuans em 2014. Isso beneficiará diretamente o fornecimento de energia aos data centers, o crescimento da internet na China, a inovação e muito mais, tudo de acordo com os objetivos do Internet Plus.

Quer saber mais sobre como aproveitar as vantagens do crescimento do Internet Plus na China? Entre em contato com a China Telecom Americas para saber mais.